EMEB do Espaço Cidadania

Carta aberta sobre o fechamento da EMEB do Espaço Cidadania

Prezada população de São Bernardo do Campo,

Até 2014, a EM CQP- Espaço Cidadania (Escola Municipal Centro de Qualificação Profissional do Espaço Cidadania) estava localizada na Avenida Redenção. As condições estruturais do espaço educacional eram precárias. Apesar disso, a escola contou com a firmeza de alunos dispostos a estudar e de profissionais da educação comprometidos com seu papel.

Em outubro de 2014, foi iniciada a mudança para a rua João Pessoa, n° 59, no centro da cidade. Tal mudança ocorreu para favorecer os alunos e educadores, acolhendo-os em uma estrutura mais adequada. Além disso, muitos são trabalhadores que precisam de um local próximo ao transporte de toda cidade. Uma das primordiais característica da instituição sempre foi atender os “alunos de passagem”, isto é, aqueles que precisam estudar no trajeto entre o local de trabalho e suas casas.

Contudo, a Secretaria da Saúde que já possuía três prédios cujo aluguel foi responsabilidade da gestão anterior, mudou-se para o 2° e 3° andar do espaço ocupado pela escola, com a finalidade de reduzir os gastos. Aparentemente, não havia problemas nessa questão. No entanto, o espaço consensuado não pareceu suficiente para a Secretaria da Saúde.

Desde 2016, esta tem solicitado a ocupação total do espaço hoje utilizado pela EMEB do Espaço Cidadania (antigo nome Escola Municipal Centro de Qualificação Profissional do Espaço Cidadania). Para essa finalidade, hoje a proposta do Governo atual é que a escola precisaria ser fechada. Além disso, tal ocupação não ocorreria a fim de fornecer atendimento clínico à população em uma região central por conta da Pandemia, não se trata de uma requisição para formação de uma UBS/Hospital, por exemplo. O objetivo da ocupação seria apenas garantir espaço para serviços administrativos da Secretaria da Saúde que deixaria de pagar outros aluguéis ainda existentes na Cidade.

A pergunta que fica é: fechar uma escola que presta um serviço de excelência à comunidade local é a solução para garantir um espaço de serviços burocráticos é a melhor opção para a população de São Bernardo do Campo? Devemos fechar serviços públicos de excelência em detrimento a outros? As medidas e a decisão devem ser apenas do Governo sem a ampla discussão e diálogo com educandos/as e os trabalhadores deste espaço público?

O Governo não apresentou uma proposta de mudança de endereço da EMEB do Espaço Cidadania como alternativa, mas sim a extinção desta EMEB, transferir educandos e educandas, não é a mesma coisa, além de não garantir e atender a característica dos nossos “educandos de passagem”, estamos falando de extinguir 22 anos de uma Escola, que sempre atendeu, acolheu e é parte da transformação de muitas vidas, que sempre apresentou uma das maiores demandas de EJA da cidade, não podemos apagar a história, memória e continuidade da trajetória de um serviço que vinha assertivamente cumprindo seu papel, atendendo a população de Jovens e Adultos de São Bernardo do Campo.

A EMEB ESPAÇO CIDADANIA atende uma comunidade escolar exclusiva de EJA – Educação de Jovens e Adultos, Idosos e alunos com deficiências, que sempre lutou pelo seu direito de estudar em um local acessível.

Em 2018, a escola passou – junto com outras EMs – Escolas Municipais, a ser EMEB, constituindo Associação de Pais e Mestres (APM) como todas as demais instituições. Com os recursos da APM, isto é, da comunidade, o espaço foi reformado durante o período de isolamento social. Portão, paredes, câmeras etc. Muitas melhorias foram feitas de modo que se pudesse garantir um atendimento ainda mais eficaz do alunado. Entretanto, caso a escola seja fechada, todas essas melhorias realizadas em prol da comunidade serão usufruídas apenas pela equipe administrativa da Secretaria da Saúde, que ainda investirá mais recursos públicos para novas adaptações e adequações para atender a necessidade de um serviço administrativo em detrimento do atendimento educacional.

Uma escola pública, com mais de 20 anos de história em uma trajetória de luta pela inclusão social, *não pode ser extinta* com propósito meramente burocrático. Seria lamentável fechar uma escola formada por uma comunidade que tem lutado tanto para se manter – com recursos próprios até aqui. Não será justo que, após a pandemia, a comunidade não possa voltar a fazer uso de um espaço que é seu por direito.

É preciso que cada professor, cada auxiliar em Educação, cada oficial de escola, cada inspetor de alunos, cada membro da equipe de apoio/limpeza, cada diretor escolar, cada coordenador Pedagógico, aluno/a, cada cidadão compreenda que o fechamento dessa escola representa mais que a dispersão de um grupo de profissionais e alunos/as. Esse fechamento significaria o descaso da prefeitura com a inclusão social de jovens em situações de vulnerabilidade, idosos, alunos com deficiências e pessoas que não tiveram acesso à Educação regular. Não podemos nos silenciar quanto a isso!

Não se extingue uma escola com o Projeto de excelência desenvolvido há anos. Quantas vidas de Jovens essa escola já terá transformado? Quantas ainda pode transformar?

Portanto, posicionemo-nos firmemente no propósito de manter a existência da EMEB do Espaço Cidadania. Nenhuma turma a menos, nenhuma escola a menos! Educação é um direito de todos!!!

Comunidade escolar da EMEB do Espaço Cidadania

*

ABAIXO-ASSINADO EM DEFESA DA EMEB DO ESPAÇO CIDADANIA – CLIQUE AQUI PARA ASSINAR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s