Sobre

Em meio à crise política e econômica, multiplicam-se defensores de “saídas” individualistas e soluções mágicas para os problemas que assolam nosso cotidiano e solapam nossa saúde.

O problema é que, muito embora alguns se encantem com a “lâmpada de Aladim” denominada “instrumento de escuta” recentemente acesa, soluções mágicas não existem e saídas individualistas só agravam a crise, porque aprofunda a alienação do trabalho enfraquecendo a união necessária para construirmos soluções concretas, combatermos os retrocessos e avançar nos direitos.

Esfregada a “lâmpada de Aladim”, o gênio começa a mostrar sua face, anunciando certas “medidas mágicas” (entre as quais o aprofundamento da terceirização, a  diminuição de recursos para as escolas, a falta de reajuste salarial e descumprimento da data-base) que talvez apresente como “remédio amargo”, “mal necessário” e, decerto, sarcasticamente argumentará estar atendendo a um dos três desejos feitos pelos que, esperançosos  na “mudança”, depositaram suas expectativas no dito “instrumento de escuta”…

Um rápido olhar pela história e concluiremos que a frustração sempre é inversamente proporcional ao grau de expectativa criado. 

Esfumaçadas as ilusões de quem as alimentou, vamos nos deparando nada mais nada menos com a continuidade do que alguns acreditavam estar ajudando a superar; vai-se apresentando o mais do mesmo piorado, que permanece e se aprofunda num clima de imobilização e descrédito na categoria, clima este propiciado pelos tantos golpes, trapaças e fraudes cometidos pelo grupo marinheiro e cutista nas eleições do sindicato.

Frente a isso, faz-se necessário reorganizar a luta coletiva como sempre fizemos – de forma autônoma e com independência de classe. Com sindicato, sem sindicato e apesar do sindicato, porque não podemos nos deixar paralisar pela apatia e paralisia de uma direção ilegítima, que continua tão autoritária quanto seus parceiros  da gestão anterior, condenados à multa e à inelegibilidade sindical por conta da fraudes  eleitorais que cometeram para manterem o controle do sindicato nas mãos do grupo marinheiro-cutista.

Acreditamos que a reorganização dessa luta em defesa da educação pública e do reconhecimento e da valorização de todos os trabalhadores da educação passa por manter a memória coletiva acesa, aprofundando os debates e resgatando a história para não esquecermos que toda vez que colocamos os interesses individuais ou de segmentos em contraposição à coletividade todos perdem, como temos perdido com o desmonte cada vez mais aprofundado da rede púbica de ensino, como tem perdido a educação pública municipal.

Este espaço virtual se apresenta como uma ferramenta dessa luta, contra o processo de desmonte da educação pública levado à cabo pelos governos federal, estaduais e municipais que ano após ano diminuem os investimentos em educação, impõem retrocessos aos currículos, retiram direitos dos trabalhadores, privatizam e terceirizam o serviço público.

É com essa humilde e ao mesmo tempo complexa tarefa que inauguramos esse blogue. Afinal, SOMOS TODOS EDUCADORES!

Entre em contato com a gente e venha somar nessa luta!

Facebook: @somostodoseducadores.org

Correio eletrônico: somostodoseducadores.org@gmail.com

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cenas das mobilizações em defesa da proposta de Estatuto construída e aprovada pelos educadores da rede municipal de SBC


 

 

%d blogueiros gostam disto: